EUA poderiam sobreviver só de energia solar

EUA poderiam sobreviver só de energia solar

Musk calculou que seria necessária uma parte pequena de estados como o Texas para construir painéis solares

São Paulo – Obter energia por meio da luz solar parece uma opção de nicho no mundo das fontes renováveis de energia – mas não precisa ser assim. Para o empresário Elon Musk, dono de empresas como Tesla e SpaceX, a energia solar poderia facilmente sustentar o consumo energético de todos os Estados Unidos.

A estimativa foi dada neste mês, durante um encontro da Associação Nacional de Governadores, em Rhode Island (EUA). Falando para mais de 30 governadores americanos, Musk calculou que seria necessária uma parte pequena de estados como o Texas para construir painéis solares – uma área de 100 milhas quadradas, o equivalente a cerca de 260 km².

Mas por que a energia solar, diante de outras formas renováveis e limpas de fornecimento de eletricidade? Segundo Musk, é uma energia mais segura. “O Sol é nada menos que um grande reator de fusão no céu. É muito confiável: ele está lá todos os dias. Se não está, temos problemas maiores para lidar”, brincou o empresário.

No momento, apenas 10% da eletricidade dos Estados Unidos é obtida por meio de fontes renováveis, segundo a Administração de Informações de Energia dos Estados Unidos em dados de 2016. No mesmo ano, fontes renováveis eram cerca de 44% da matriz energética brasileira, segundo dados do Ministério de Minas e Energia, para efeitos de comparação.

Para aumentar essa porcentagem nos Estados Unidos, Musk insiste no potencial da energia solar. A declaração não vem por acaso: o empresário é dono da empresa de energia solar SolarCity, que se uniu à Tesla há alguns meses.

Em post publicado no site da Tesla no ano passado, Musk explicou que todas suas ações dos últimos dez anos fazem parte de um plano preconcebido para “fornecer energia solar” – e já previa a fusão entre suas duas empresas.